quarta-feira, 9 de Abril de 2014

Pecado de Limão



Aproxima-se a Pascoa, momento de reencontro de família e partilha deafeto entre os que mais amamos.
Outros aproveitamos para recarregar baterias e esquecer um pouco o quotidiano  ..ora com uma viagem ou escapadinha cá no sitio.
Cá eu, já prefiro arregaçar as mangas e deixar-me seduzir por receitas que fui colecionando ao longo dos meses e que ficaram a aguardar a sua vez de ganhar forma e corpo para serem saboreadas e partilhadas.
E é um desses momentos que partilho agora com a blogosfera, uma receita que já anda no meu bloco de notas a algum tempo e que com o aproximar do calor resolvi testar.
Bom só tenho a dizer que é mesmo muito agradável !


Versão Bimby



Ingredientes:


Para a camada crocante (base):

2 chávenas de farinha sem fermento;

1 chávena de manteiga amolecida

1 chávena de amêndoas grosseiramente picadas



Camada de queijo creme:

2 embalagens de queijo creme (ex. Philadelphia)

2 chávenas de açúcar pulverizado (açúcar em pó)

2 colheres de chá de sumo de limão



Camada de pudim:

2 Pacotes de pudim instantâneo de limão (boca doce)

3 chávenas de leite


Chantilly:
1 Copo e meio de natas com 40% gordura
Meia chávena de açúcar em pó


Pré aqueça o forno a 250º

Camada crocante:

Introduza 1 chávena de amêndoas inteira com pele no copo da bimby, e programe 30 seg. Vel. 3 (para ficarem grosseiramente picadas).

 No copo da bimby introduza a farinha e a manteiga, programe 3 min. Velocidade 4 – Isto até se formar uma massa (por isso pode necessitar de mais ou menos tempo). Junte as amêndoas picadas e misture 1 min. Velc. Inversa.

Deite a massa num tabuleiro retangular (9x13) e gentilmente com as mãos espalhe a massa até cobrir todo o fundo do tabuleiro. Leve ao forno durante 25 a 30 min. Ou até a massa ficar dourada. Deixe arrefecer.

Enquanto a base arrefece prepare as restantes camadas.

Coloque a borboleta no copo da bimby e junte o queijo creme, o açúcar e o sumo de limão e programe 4 min. Velc. 3 Para ficar num creme macio. Coloque este creme sobre a crista já fria e espalhe sobre esta com a ajuda de uma espátula.

De seguida prepare o pudim instantâneo com o leite conforme instruções da embalagem.

Deixe a mistura arrefecer e estabilizar no frigorífico caso ainda não esteja suficientemente espesso para espalhar sobre a camada de queijo creme. Caso consiga logo um creme espesso espalhe sobre a camada de queijo.

Monte o chantilly como habitualmente e espalhe sobre as restantes camadas e tente dar um acabamento mais trabalhado.



Leve ao frigorífico para ficar bem frio antes de servir.



Receita adaptada de ALLRECEPIES

sábado, 5 de Abril de 2014

E chegou a hora do regresso...




Dias, meses e um ano foi o tempo necessário para exorcizar tudo o que me perturbava a alma.Voltar a sorrir para a vida e erguer-me das cinzas e aceitar de novo no meu coração a minha paixão genética pela comida e tudo o que a envolve.

Em breve vou voltar às postagens semanais com algumas novidades e quem sabe com uma convidada muito especial!

Entretanto deixo-vos com uns muffins de chocolate para celebrar este meu regresso e saborear com um chá junto à lareira que é o que eu vou fazer......

Muffins de chocolate

Ingredientes

  • 100 gramas de chocolate meio amargo picado (facultativo)
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 4 colheres de sopa de cacau em pó
  • 1/4 de chávena de chá de café forte
  • 1/2 chávena de óleo
  • 1/2 chávena de açúcar mascavado
  • 1/2 chávena de açúcar refinado
  • 1/2 chávena de leite
  • 1 1/3 de chávena de chá de farinha de trigo
  • 2 ovos grandes
  • Gotas de essência de baunilha
 
Como Fazer



Numa tigela  misture a farinha peneirada com cacau, açúcar, chocolate picado e o fermento.

Noutra tigela misture a essência de baunilha, o café, o óleo, os ovos e o  leite.


Usando um garfo bata até perceber que a mistura ficou uniforme.

Junte os líquidos à mistura dos sólidos, até tudo ficar bem ligado e uniforme. Os muffins são um bolo que não requer que se bata durante muito tempo, sob o risco de ficarem demasiado duros. Por isso, a técnica ideal para os bater, é à mão!

Depois de ser misturado, leva-se  ao forno pré aquecido nas forminhas para muffins ou então de papel dentro de uma forma de alumínio previamente untada.

segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

Centro de artes culinárias

Caros seguidores,

hoje comunico com vocês para divulgar um projecto, por me ter sido solicitado por uma das Pessoas responsáveis pelo mesmo. 

Porque penso que partilhamos o interesse pelas artes culinárias, o prazer dos bons sabores e o desejo de divulgar os bons produtos da nossa terra,venho divulgar o Centro das Artes Culinárias, a funcionar desde Setembro no âmbito de uma parceria entre a associação “As Idades dos Sabores – Associação para o Estudo e Promoção das Artes Culinárias” e a Câmara Municipal de Lisboa, no Mercado de Santa Clara (feira da ladra), em Lisboa..

http://www.centrodasartesculinarias.com/index.php?text_id=6


Pessoalmente considero ser uma iniciativa a acompanhar de muito perto visitem!
Em breve regresso ao mundo da alquimia gastronómica, só estou a demorar mais tempo a refazer a minha vida depois das mudanças necessárias.

um beijo a todos

sábado, 8 de Outubro de 2011

Requeijão com compota de abobora mogango C/ lascas de laranja e Nozes


Na beira interior é servido como sobremesa guarnecido com uma compota, que no Fundão a receita desenvolveu mestria!



Para fazer compota de abóbora Mogango com Laranja e nozes:
Tenha 1kg de abóbora mogango depois de descascada (uma abóbora de cor laranja forte e de sabor doce), partida em pequenas laminas ou cubinhos muito pequenos e junte num tacho com 900gr de açúcar granulado. Junte um pau de canela, casca de duas laranjas cortadas em juliana fina, e sumo de uma laranja. Mexa e leve ao lume brando mexendo de vez em quando. A meio misture nozes grosseiramente picadas e deixe ferver até a compota estar no ponto. O pingo demorar a escorrer na ponta da colher de Pau (assim me foi ensinado pelas minhas avós e a minha mãe).
No acto de servir cobra o requeijão que deve ser fresco, com a compota e guarneça com mais nozes.
Provem, abusem e interiorizem a cultura gastronómica que reina na região do Fundão!

domingo, 2 de Outubro de 2011

Folhado de bacalhau em açafrão e espinafres

Pratos que utilizem bacalhau na sua confecção são sempre uma delícia para o palato, principalmente para os Ibéricos, já que nós Portugueses e Espanhóis principalmente os habitantes de Bilbau, somos fans inveterados deste peixe, que infelizmente escasseia e tende a atingir preços nada simpáticos para os tempos que correm. Mas de vez em quando lá vai...
Desta vez resolvi criar um folhado, como forma de aproveitamento de massa folhada que tinha no frigorífico e que não havia sido utilizada no meu aniversário. E ai foi...para o fogão e imaginação para que te quero!

Piquei finamente 1 cebola média e 3 dentes de alho, que refoguei em azeite de presunto que vos havia apresentado no poste anterior a este. Polvilhei o refogado/estrugido com açafrão (em rama) reduzido a pó num almofariz, e uma lasca de casca de noz-moscada (pois trata-se do  aroma da noz moscada, mas mais suave e que não neutraliza os outros perfumes). Mexe-se tudo para que o açafrão se envolva no preparado e crie a sua magia visual e olfactiva!
Junte lascas grossas de bom bacalhau em cru e saltei-o preparado anterior. No final, rectifique o sal, polvilhe com salsa e pimenta. Reserve tapado.

Molde um disco de massa folhada numa forma, eu utilizo de silicone, e deite dentro o salteado de bacalhau. Disponha por cima deste uma camada de espinafres cozidos e escorridos e feixe com outro disco de massa folhada e sele bem as bordas para que não fique nenhuma abertura. No centro do folhado faça com a ponta de uma faca um orifício discreto, para que o folhado possa respirar enquanto se dá a alquimia transformadora da massa folhada no forno.
Depois de cozido em forno bem quente o que não deve passar os 30 min. 

Sirva enquanto quente.